O projeto Marmitas da Terra, que reúne militantes dos movimentos sociais e voluntários para preparar e distribuir alimentos fresquinhos e sem agrotóxicos para as pessoas mais vulneráveis em Curitiba, segue a pleno vapor.
Já são cinco meses de trabalho, que resultaram na produção e distribuição de 19.800 marmitas para a capital paranaense e região metropolitana. Puxado pelo Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST), que já distribuiu mais de 3,8 mil toneladas de alimentos em campanha de solidariedade surgida com a pandemia, o projeto Marmitas da Terra distribui, todas as quartas-feiras, cerca de 800 marmitas.

Na última semana, foram entregues 800 marmitex nas praças Tiradentes, Rui Barbosa, no Centro de Curitiba, Vila das Torres e comunidade Nova Esperança em Campo Magro.

O Coletivo Marmitas da Terra só aumenta!

Do trabalho de plantio na Escola Latino Americana de Agroecologia ( ELAA), juntamente ao trabalho dos agricultores familiares que partilham suas colheitas em São José dos Pinhais e Comunidade Quilombola do Feixo, na Lapa, todos estão unidos, no campo e na cidade, para tornar possível a variedade de alimentos de ótima qualidade com que são preparadas as quentinhas que chegam às mãos de trabalhadores, famílias e pessoas em situação de rua no Paraná.

‼️Você também pode fazer parte desse coletivo! Visite no Instagram o perfil @marmitas_daterra e saiba como contribuir.

 

📷 Jade Azevedo e Júlio César