Parceria entre o MST e a Rede Rua possibilitou a distribuição de 160 refeições diárias durante os meses de julho e agosto

 A pandemia de Covid-19 tem despertado a solidariedade de grupos, pastorais, empresas e movimentos. Uma parceria do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) com a Rede Rua possibilitou a distribuição de 160 refeições diárias durante os meses de julho e agosto. A distribuição das refeições foi feita pelo Movimento Estadual da População de Rua (MEPR) na quadra do Sindicato Bancários (Rua Tabatinguera), no centro de São Paulo.

Outra parte dos alimentos foi distribuída no Brás, pela equipe da Chapelaria Social, e na região de Santo Amaro com o apoio da Associação Corrente Libertadora e de voluntários da Paróquia Nossa Senhora de Fátima.

O MST realizou ações semelhantes em diversas partes do país doando toneladas de alimentos às famílias pobres. “O que o MST está fazendo para ajudar as famílias necessitadas nas periferias das cidades é um sinal do Reino de Deus que gera solidariedade e comunhão fraterna”, escreveu o papa Francisco, conforme noticiou a agência Vatican News.

Na sexta feira, 28 de agosto, aconteceu um encontro com a Brigada Estadual Zilda Camargo Ramos, responsável pelo preparo das refeições. O encontro no Armazém do MST, na Santa Cecília, marcou o encerramento da parceria.

Fonte: O Trecheiro