Está é a 6ª edição do Marmitas Solidárias no Rio de Janeiro; ação já distribuiu mais de 1.600 refeições no estado

Nesta segunda-feira (24) aconteceu mais uma edição da Marmita Solidária na capital carioca. A ação ocorreu no Armazém do Campo RJ, localizado na Avenida Mem de Sá, 135, bairro da Lapa. Foram distribuídos 300 refeições, com alimentos agroecológicos produzidos pela agricultura familiar nos assentamentos organizados pelo Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) no Rio de Janeiro.

A Marmita Solidária é uma iniciativa que desde o início da pandemia mobiliza diversas frentes do campo popular e distribui refeições de qualidade para a população em situação de vulnerabilidade social. Caminhando para a 6ª edição, a ação já distribuiu mais de 1.600 marmitas e cerca de 100 mãos voluntárias contribuindo no preparo, entrega, limpeza, comunicação e doação de recursos financeiros.

A entrega aconteceu em regiões do centro do cidade com grande circulação de trabalhadores informais, camelôs e pessoas em situação de rua como a Rua do Passeio, Arcos da Lapa e a praça da Cruz Vermelha. O Rio de Janeiro já ultrapassou 15 mil óbitos por Covid-19 desde o início da crise sanitária.

As organizações que promovem a Marmita Solidária afirmam que a pandemia acirrou as desigualdades sociais, e o mais importante nesse momento é salvar vidas. “Temos um governo que mata pela fome, pelo vírus e pela bala, ampliando a violência nas favelas e periferias através das ações policiais. Em contrapartida, a solidariedade aflora nas tantas ações realizadas pelo nosso próprio povo”, destacam, em nota conjunta.

Fotos: Rebeca Belchior

“Precisamos pressionar nossos governantes para manter o isolamento social, fazer políticas que possam garantir que o povo tenha teto, comida e roupa”.

Na última edição, realizada no sul-fluminense, o assentamento Irmã Dorothy, em Quatis, se encarregou de preparar 100 refeições. O local atendido foi a Vila Unida, uma ocupação localizada em Resende, com apoio do Movimento dos Pequenos Agricultores (MPA) no escoamento dos produtos da agricultura familiar.

Quer somar com a iniciativa? O valor de cada Marmita Solidária é R$ 8,35. É possível apoiar com qualquer quantia através da conta no Banco do Brasil (Ag: 3086-4 / C/c: 27970-6) CNPJ: 08.087.241/0001-21. Escola Estadual de Formação e Capacitação à Reforma Agrária (ESESF).

Além do MST, também constroem a Marmita Solidária o MPA, Levante Popular da Juventude, Articulação de Agroecologia do Rio de Janeiro (AARJ), Movimento das Trabalhadoras e Trabalhadores por Direitos (MTD), Central dos Trabalhadores do Brasil (CTB), Central Única dos Trabalhadores (CUT), Sindicato Estadual dos Profissionais da Educação (Sepe), Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (ANDES), União da Juventude Socialista (UJS), Sindicato dos Metalúrgicos do Rio de Janeiro, Sindicato dos Trabalhadores do Comércio do Rio de Janeiro e a Frente Brasil Popular (FBP).