O CEPROCIG (Centro de Promoção e Resgate à Cidadania Grajaú Paulo VI), filiado à Central dos Movimentos Populares (CMP), continua com ações de solidariedade no bairro Grajaú, na zona Sul de São Paulo. Um dos locais mais pobres, o Grajaú é também um dos bairros mais afetados pela covid-19, devido às precárias condições de moradia, acesso à água potável, esgoto tratado, desemprego, baixa renda e informalidade.

A imagem pode conter: 1 pessoa, em pé e atividades ao ar livre

De acordo com levantamento, entre os distritos da capital de São Paulo, o Grajaú é o segundo em número de mortes pela covid-19 (387 óbitos). Por isso, a CMP está priorizando ações de solidariedade no bairro. Lá, na última semana (17 a 21 de agosto), foram entregues para famílias empobrecidas, 400 cestas básicas, 300 kits de higiene e limpeza, 100 kits de livros infantis e 800 máscaras de proteção, produzidas por um grupo de costureiras com apoio da CMP.

A imagem pode conter: 1 pessoa, sentando e área interna

A CMP e suas filiadas continuam com a Campanha Movimentos Populares Contra a Covid-19 em todo o país, tendo em vista que as crises sanitária, econômica e social atingem mais os grupos vulneráveis, os sem trabalho, sem renda, que estão passando por dificuldades financeiras, “pois o presidente Jair Bolsonaro só governa para os poderosos, os ricos, desprezando os trabalhadores e trabalhadoras. Continuaremos praticando solidariedade a quem precisa e lutando por direitos, emprego e renda”, afirma Uranide Cruz (Nani), coordenadora do CEPROCIG e da direção nacional da CMP.

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e pessoas em pé

Fonte: CMP Brasil