Neste momento de combate ao coronavírus, a solidariedade se tornou uma das principais armas contra a pandemia. E os movimentos sociais tem se mobilizado para ajudar pessoas em estado de vulnerabilidade.  Na segunda-feira (17), o Levante Popular da Juventude, o Movimento dos Trabalhadores e Trabalhadoras por Direitos (MTD) e o Instituto Morar Bem, em parceria com o Grupo de Valorização Negra do Cariri (GRUNEC) e o apoio da Associação dos Pequenos Construtores e o Rotary Club de Juazeiro do Norte realizaram distribuição de alimentos para 15 famílias de Juazeiro do Norte, na região do Cariri cearense.

 

A grave situação do Brasil diante do Coronavírus, com mais de 110 mil mortes e um governo cujo único objetivo é a venda do patrimônio público brasileiro, não deixa outra alternativa ao povo trabalhador a não ser agir. Nesse sentido, os movimentos sociais lançaram a campanha Fora Bolsonaro, porque os trabalhadores sabem que o atual presidente do Brasil não tem um projeto de governo voltado para a população mais pobre.

É pela ausência do Estado que essas iniciativas estão nascendo das periferias. Programas como o Agentes Populares de Saúde, que forma pessoas da própria comunidade para dar assistência, informações e cuidados básicos sobre saúde e higiene, já estão fazendo a diferença em muitos territórios. Outras ações distribuem cartilhas e panfletos com informações sobre a prevenção ao Coronavírus, além de incitar o debate sobre a situação política e social do país.

As ações de distribuição de alimentos e doação de produtos de higiene pessoal são algumas das iniciativas solidárias que se espalham pelo país desde o início de abril. A campanha nacional de solidariedade ao povo brasileiro Vamos Precisar de Todo Mundo, reúne essas iniciativas promovidas pelos movimentos sociais e incentiva a solidariedade de classe, entre trabalhadores, fazendo com que, a cada doação, seja também levada, junto, a consciência de que é a classe trabalhadora, unida, que se estende as mãos.

Desde que foi lançada, a campanha já arrecadou e doou mais de 3 mil toneladas de alimentos e materiais de higiene e limpeza, numa demonstração de que sermos solidários é possível e urgente.

A campanha foi criada pelas Frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo e segue formando redes de solidariedade para auxiliar as pessoas mais vulneráveis durante a pandemia.

Para fazer uma doação ou encontrar um ponto de coleta mais próximo acesse todomundo.org.
A fome não espera, e quem tem fome, espera de nós.

A imagem pode conter: 1 pessoa, em pé

A imagem pode conter: 2 pessoas, pessoas em pé

A imagem pode conter: 1 pessoa, em pé

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e pessoas em pé