Assinado por diversas organizações de juventude, o “Manifesto da Juventude em Luta: pela vida e por direitos!” reafirmou o compromisso dos e das jovens dos movimentos populares, partidos, movimento estudantil e sindical na defesa dos direitos sociais e contra a política do governo Bolsonaro.

O documento destaca a posição das organizações sobre a proposta de retorno às aulas de forma presencial. “Preocupados apenas com seus lucros, querem colocar milhões de vidas em risco. Somos contra! Este número de 100 mil, que representam pessoas, em grande maioria da classe trabalhadora, pode ser ainda mais alto com a volta às aulas, pois a maioria de nossas escolas não possuem a infraestrutura adequada para garantir o isolamento”, aponta trecho do Manifesto.

De 10 a 15 de agosto a Juventude Sem Terra comemora, com muita garra, coragem e vibração a 11ª Jornada Nacional da Juventude Sem Terra. Esse ano a Jornada tem como lema: “Juventude em Luta: Pela Vida e Por Direitos” e acontece em todo país. A estimativa é de que a jornada mobilize toda a classe trabalhadora em denuncia ao projeto que ameaça a vida de milhões de brasileiros e brasileiras.

As organizações convocam ainda uma série de atividades virtuais nas páginas e redes sociais do MST ao longo da semana.

Acesse:
https://www.facebook.com/MovimentoSemTerra/
https://www.facebook.com/MST-Cear%C3%A1-350190948735910

Confira o documento na íntegra:

Manifesto da Juventude em luta: pela vida e por direitos!

São tempos difíceis para os sonhos da juventude brasileira. Tempos de Covid-19, mas também de aprofundamento das crises e contradições do capitalismo, que fere nossa carne e vidas. A política econômica de Paulo Guedes é agressiva sobre os direitos dos trabalhadores e das trabalhadoras, ao mesmo tempo que os milionários e bilionários aumentaram sua riqueza com a pandemia.

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, cada vez mais mostra seu papel “em deixar a boiada passar” para as queimadas, com o aumento do crime de grilagem de terras e dos conflitos com os povos originários. Por outro lado, estamos a mais de dois meses sem um ministro titular da Saúde, o que faz parte de um conjunto de medidas do projeto genocida do governo Bolsonaro que, até este momento, já ceifou mais de 100 mil vidas por Covid-19.

Entre tantas incertezas sobre como retomaremos as atividades no pós coronavírus, setores representantes da educação privada tem pressionado as instituições pelo retorno às aulas de forma presencial. Preocupados apenas com seus lucros, querem colocar milhões de vidas em risco. Somos contra! Este número de 100 mil, que representam pessoas, em grande maioria da classe trabalhadora, pode ser ainda mais alto com a volta às aulas, pois a maioria de nossas escolas não possuem a infraestrutura adequada para garantir o isolamento, educadores e educadoras que correm riscos e as crianças, jovens e adolescente, que além de serem pivô do contágio entre seus familiares também são grupos que podem desenvolver complicações decorrentes do vírus.

Por isso, reafirmamos nosso compromisso em defender a vida e lutar por direitos, e convidamos o conjunto da sociedade para se somar conosco nessa agenda de mobilização da juventude brasileira:

11 – Ato Virtual do dia do estudante;
12  – Twitaço contra o retorno às aulas presenciais;
13 – Twitaço #AprovaNovoFUNDEB;
14 – Mobilização contra as queimadas.

Juventude em luta pela vida e por direitos!

Fora Bolsonaro!

Assinam este manifesto:

Afronte!
Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil – CTB Jovem
Coletivo Luta
Coletivo Movimentação Popular
Coletivo Paratodos
Coletivo Quilombo
Federal Nacional dos Estudantes do Ensino Técnico – FENET
Juventude da Articulação de Esquerda
Juventude da Central Única dos Trabalhadores – JCUT
Juventude Comunista Avançando
Juventude do Partido dos Trabalhadores (JPT)
Juventude Socialista (PDT)
JUNTOS!
Levante Popular da Juventude
Manifesta
Movimento Correnteza
Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST)
Movimento Enfrente
Movimento Kizomba
União da Juventude Comunista (UJC)
União da Juventude Socialista (UJS)
União da Juventude Rebelião (UJR)
Rebeldia
RUA – Juventude Anticapitalista

Da página do MST
Edição: todomundo.org