O Canal Pé de Limão divulgou uma Carta para marcar os cem mil brasileiros mortos pelo Coronavírus. Quando o vídeo foi elaborado, ainda não tínhamos alcançado esse triste índice. Nesta quinta-feira (13), o Brasil tem 104.342 vítimas fatais de uma pandemia que desnuda outras pandemias.

O vírus revelou o egoísmo de muitos e o sofrimento de milhares. Mas revelou também que os solidários existem, que ainda há um sonho para se sonhar junto. Que as mãos dadas podem nos ajudar a seguir em frente, apesar da ignorância e do desprezo dos que apoiam um governo vendilhão do Brasil, que visa o lucro em detrimento da vida, o preconceito no lugar do respeito, a futilidade no lugar do conhecimento, da educação e da ciência.

Trecho  da Carta dos Cem Mil, do Canal Pé de Limão:

“O mal está muito bem representado nas filas de shoppings, nas festas da Covid, nas carreatas de patrões em seus possantes blindados pedindo abertura do comércio, nos pastores vendendo feijões mágicos contra o Corona. Isso é o que representa as nossas comorbidades: ignorância, racismo, machismo, homofobia… Aliás, pensa bem: o bolsonarismo é muito parecido com esta doença: parece inofensivo, parece uma coisa boba, mas encontrando um corpo moribundo, como uma democracia fraca, ganha força, cresce, sufoca e pode matar.”

Assista ao vídeo e conheça a Carta na íntegra: