Maria Kazé destacou ainda a falta de um ministro da saúde com pulso que respeite os protocolos necessários de enfrentamento ao coronavírus e também que auxilie o governo nessa luta. “Ele insiste em não ter uma política nacional de saúde, em não respeitar as diretrizes mundiais e nacionais de saúde”.

Isabel Silva, dirigente nacional do Levante Popular da Juventude, pontuou a necessidade dos direitos do povo serem respeitados.

“Estamos aqui em Picos hoje compondo a agenda de lutas pelo #ForaBolsonaro, porque entendemos que ele está à frente de um governo de retrocessos, de retiradas de direitos, um governo que não olha para o povo brasileiro e só constrói com a burguesia. Então estamos aqui defendendo que o direito do povo seja respeitado”, frisou.

Elas incitaram ainda que, aqueles que apoiam a causa, que postem em suas redes sociais uma foto com uma placa com a frase da campanha.