A campanha Fluxo Solidário contra a pobreza busca arrecadar 20 mil reais para distribuir 45 mil absorventes a mulheres em situação de vulnerabilidade. A distribuição será nos presídios femininos e para entidades que trabalham com população em situação de rua e de prostituição. Além disso, o objetivo é fortalecer um movimento que conscientize a sociedade sobre a gravidade dessas questões e que algumas soluções óbvias e necessárias como a isenção tributária e a distribuição de absorventes devem estar na ordem do dia.

De acordo com a campanha, no Brasil, estima-se que 23% das jovens entre 15 e 17 anos não tem dinheiro para comprar absorventes. Enquanto pastas de dente e papel higiênico são corretamente isentos de impostos, absorventes têm em média 1/3 de seu valor composto por tributos.

A falta destes utensílios faz com que soluções inadequadas e arriscadas do ponto de vista de saúde se tornem a única saída para diversas pessoas durante o seu fluxo menstrual. Saco plástico, panos velhos, papelão, miolo de pão são algumas das alternativas recorridas na vulnerabilidade.

Mulheres encarceradas, em situação de prostituição e de rua ou em extrema pobreza, pessoas em vulnerabilidade enfrentam cotidianamente as angústias e perigos da falta de absorventes. A pandemia tem escancarado as desigualdades múltiplas existentes na sociedade brasileira. A pobreza menstrual é uma face da desigualdade profunda de gênero que enfrentamos e que se acentuou diante do crescimento da miséria e da escassez por conta da crise atual e da pandemia.

Mães não devem ter que escolher entre comprar absorventes ou comidas. Presas não devem ser submetidas a situações de insalubridade por falhas do Estado. Pessoas em situação de rua devem poder acessar itens básicos de higiene.

Um fenômeno biológico e natural que acompanha mais de 50% da população brasileira durante anos de suas vidas, não pode ser visto como um tabu. “Refletir sobre a construção de estigmas em torno da menstruação contribui para a defesa dos direitos sexuais e reprodutivos das mulheres”, destaca a página de arrecadação da campanha.

Clique para doar >>>  https://benfeitoria.com/fluxosolidario

Assista ao vídeo: