Os movimentos sociais seguem construindo pontes, informação, formação e consciência política e de direitos, junto à base da população. Nos dias 24 e 25 de julho, o Movimento dos Atingidos por Barragem do Pará (MAB), juntamente com o projeto Quintais Produtivos Pela Vida das Mulheres e Pela Agroecologia, a Associação de Defesa à Vida e ao Meio Ambiente (Adevima) e a Fundação Banco do Brasil, realizaram uma oficina de formação sobre o papel das mulheres na agroecologia, na cidade de Marabá.

A atividade faz parte de uma série de formações desenvolvidas pelo projeto, que tem o objetivo de gerar uma integração entre as mulheres beneficiadas, bem como fortalecer e valorizar as iniciativas de produção agroecológica já produzidas por elas.

A atividade formativa ocorreu respeitando todas as recomendações da OMS, com uso de máscaras, álcool gel e distanciamento.

Mulheres, água e energia não mercadorias!

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e pessoas em pé

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e pessoas em pé

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, pessoas no palco, pessoas sentadas e área interna