A horta coletiva foi construída utilizando os princípios de solidariedade, do trabalho coletivo e do cuidado com a terra

Atenta a crise econômica e preocupada com a pandemia que assola o mundo todo, a juventude Sem Terra do Mato Grosso do Sul se mobilizou e organizou uma horta coletiva no assentamento Ernesto Che Guevara, em Sidrolândia. Foram plantadas cerca de 1.400 mudas de hortaliças, que foram doados em Campo Grande no dia 1º de julho, com o objetivo de contribuir com a alimentação saudável para as famílias que mais necessitam.

A fome é uma das consequências da pandemia do coronavírus (Covid19), que preocupa campo e cidade, e a distribuição de alimentos saudáveis é nosso principal veículo de comunicação com a população. A horta coletiva foi construída utilizando os princípios da solidariedade, do trabalho coletivo e do cuidado com a terra, reafirmando o compromisso da juventude sem terra com a produção de alimentos saudáveis.

Foram plantados alface, couve, rúcula, salsinha, cebolinha, tomate e coentro. Foto: MST/MS

O jovem Guilherme Lerias, do coletivo de juventude e FM, comentou sobre o processo de construção da horta. “Diante da atual conjuntura, nós do coletivo de juventude percebemos a necessidade de nos organizar para produzir alimentos às famílias mais afetadas pela pandemia de coronavírus. A partir disso, iniciamos as discussões para a construção de uma horta onde iríamos produzir hortaliças para contribuir nas ações solidárias que estão acontecendo pelo estado”, afirmou.

“A horta foi também um espaço de aprendizado com a terra e o manejo com a produção, onde fizemos estudos e pesquisas para entender melhor a arte de produzir alimentos saudáveis. Faz-se necessário produzir para alimentar a população e temos isso como uma tarefa. Portanto iremos produzir durante toda a pandemia e após esse período também! O que estamos fazendo pelo país é um ato revolucionário!” concluiu Guilherme sobre a importância da solidariedade e da produção de alimentos saudáveis.

Como ajudar
Você pode doar para as ações do MST (ou outros coletivos) aqui no site todomundo.org, que disponibiliza opções para transferência bancária, cadastrar uma iniciativa solidária ou pedir ajuda se for o caso. Acesse e colabore!

Fonte: MST