As famílias contempladas fazem parte de um coletivo de reciclagem do município

A união para ajudar o próximo se destaca nessa pandemia. Os Sem Terra do Assentamento Chávez, de Tapes, região Sul, do Rio Grande do Sul, também estão realizando ações em conjunto. Na última quarta-feira (24), as famílias que compõe a marca Terra de Sabores, a Cooperativa de Produção Agropecuária dos Assentados de Tapes (Coopat) e outras famílias do assentamento realizaram uma doação de 375 kg de alimentos orgânicos à entidade de reciclagem Cooperativa Mista dos Carroceiros e Recicladores.

“Nós, assentados da Reforma Agrária, estamos no isolamento produtivo. E como temos acesso à terra, continuamos a produzir alimentos de qualidade e podemos contribuir com aquelas famílias que estão hoje, passando necessidades diante dessa pandemia”, destacou a Sem Terra Alcinda Soares Ribeiro.

Na entidade de reciclagem trabalham 34 famílias, que receberam dos assentados cestas de alimentos com aipim, bergamota, arroz, couve, alface, espinafre, rúcula, radiche e tempero verde. Para Elenice Ferreira, que trabalha na Cooperativa, a ação dos assentados é muito importante. “Isso leva as pessoas a se conscientizarem a ajudar o próximo, eles estão dando exemplo de solidariedade”, assinalou.

Luiz Francisco Santos Moreira, secretário municipal de Meio Ambiente, de Tapes, esteve presente na entrega das cestas e parabenizou o gesto dos Sem Terra. “Acho muito importante nesse momento de pandemia a solidariedade entre os seres humanos. Esse é o verdadeiro sentido da Reforma Agrária, produzir, vender o excedente e ser solidário”, pontuou ele.

“Esta é a verdadeira face da Reforma Agrária Popular. A terra repartida gera alimentos que alimentam a vida e ajudam a resistir esses duros momentos que estamos vivendo”, reforçou Marcelo de Moraes, também assentado da Reforma Agrária.

da página do MST