As campanhas de solidariedade realizadas pelos movimentos sociais desde o início do isolamento provocado pela pandemia continuam a fazer a diferença no dia-a-dia das pessoas mais vulneráveis. A rede Periferia Viva tem feito doações de alimentos e kits de higiene nos centros urbanos e no interior, onde a pobreza fica cada dia mais evidente.

Nesse último fim de semana, para marcar o Dia Nacional de Lutas em defesa da Democracia, pela vida e pelo #ForaBolsonaro, no dia 13/6, foram feitas diversas ações solidárias Brasil afora, sempre com o sentido da solidariedade de classe, levando a consciência  de que são os trabalhadores, unidos, que acabam fazendo pelo povo, o que o governo Bolsonaro não faz. “Se eles não fazem nada, nós fazemos por aqui”, é a mensagem dos ativistas na página do Facebook da Periferia Viva.

Criada para ser um braço do Movimento dos Trabalhadores sem Terra (MST) nos centros urbanos, a rede Periferia Viva, que agrega diversos movimentos sociais, tem conseguido chegar onde estão as pessoas que mais precisam de alimentos e apoio. O MST já doou mais de 1500 toneladas de alimentos agroecológicos desde que as ações começaram, no início de abril. Tanto o MST como a Periferia Viva compõem a campanha ‘Vamos Precisar de Todo Mundo‘, que reúne em seu site todomundo.org, quase 300 parceiros entre movimentos sociais,  estudantis, sindicais, coletivos e entidades representantes dos trabalhadores. No site, é possível fazer uma doação, cadastrar uma iniciativa ou pedir ajuda se for o caso.

No Ceará, aconteceram ações em Fortaleza e na região do Cariri. O Levante Popular da Juventude, o Movimento dos Trabalhadoras e Trabalhadores por Direitos e o Instituto Morar Bem se fizeram presente em mais uma ação de solidariedade junto do povo, contra a fome e o corona Vírus. Além disso várias famílias foram cadastradas para serem parte de projetos sociais voltados a moradia e a cursos, gerando trabalho e renda, após a pandemia.

Na Bahia, doações dos acampamentos e assentamentos da Reforma Agrária chegaram na sexta-feira (12) na Cidade Sorriso, com os companheiros do grupo Afro Dendê. A iniciativa já distribuiu cerca de 20 toneladas de alimentos doados pelo MST. 

 Em outra iniciativa, foram doadas 300 cestas básicas nas comunidades de  8 municípios do Alto Sertão baiano. A campanha é construída na região pela Cáritas, Centro Agroecológico do Semi Árido – CASA, Comissão Pastoral da Terra, Movimento Pela Soberania Popular na Mineração -MAM, Consulta Popular e Levante Popular da Juventude. “Seguimos firmes na construção da Periferia Viva em toda Bahia!”

Em Feira de Santana, também na Bahia, segunda maior cidade do Estado, a ação contou com a parceria da Associação Comunitária do bairro George Américo. Foram distribuídos mais de 30 kits de alimentos, oriundos da agricultura camponesa, sem agrotóxicos, contribuindo para alimentação saudável das famílias. Participaram dessa ação o MTD, o Levante Popular da Juventude e o MST.

Do nordeste para a região Sul e Sudeste do Brasil. Em Minas Gerais, na região do Barreiro, Belo Horizonte, os Petroleiros pela Vida doaram 65 botijões de gás para família carentes do local. A ação marcou o lançamento da segunda fase da campanha e contou com o apoio das Brigadas Populares, Marcha Mundial de Mulheres e do CATA Ambulante.

Na cidade de Londrina – Paraná, os voluntários fizeram arrecadação de tubérculos, verduras, hortaliças e frutas, que foram entregues na Zona sul da cidade e também serão utilizados para fazer o sopão da ocupação cristal que é distribuído para a população de rua toda segunda-feira. Nessa ação, foram distribuídos 60 kits de alimentos agroecológicos para os moradores da região.

No Rio Grande do Sul, na Vila Barracão, região de Cruzeiro, a ação foi no domingo (14) e foi realizada a ação Marmita Educativa, com distribuição de 100 marmitas para os moradores, além de mutirão de limpeza no local.  O evento foi organizada pelo núcleo Barracão vinculado à União de Vilas da Cruzeiro.

Para fazer doações direto para as campanhas nos estados, acesse a página da Periferia Viva no Facebook ou no Instagram.