Nesse domingo (14) mais uma vez a Central de Movimentos Populares (CMP) se somou às torcidas de futebol, ao MTST e coletivos negros, para protestar contra o fascismo, o racismo, defender a democracia e o fim do governo Bolsonaro.

Pelo segundo domingo consecutivo, militantes dos movimentos populares participaram das manifestações em várias capitais, com destaque para São Paulo, para a manifestação realizada na avenida Paulista, seguida de passeata até a Praça Oswaldo Cruz , no centro da capital.

A continuidade das manifestações de ruas, após uma semana em que o governo tentou ocultar o número de morte e de casos da covid-19, além de emitir uma nota de cunho autoritário e ameaçador, assinada em conjunto com o vice-presidente, Hamilton Mourão, e o ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, é importante para mostrar que a intimidação não está surtindo efeito.

“As manifestações deste domingo demonstram mais uma vez a disposição de luta do povo contra o fascismo, pela defesa da democracia e dos direitos. É um recado para Bolsonaro não esticar a corda e levar adiante o seu projeto fascista e autoritário”, afirma Raimundo Bonfim, coordenador nacional da CMP.

Central de Movimentos Populares (CMP)

Veja as fotos do ato
>>