Na terça feira (9), mais de 6 toneladas de alimentos foram doados pelo MST para famílias que moram na Comunidade Nossa Senhora de Lourdes, periferia de Lages, região serrana de SC. O ato de solidariedade é parte do lançamento do Plano Emergencial da Reforma Agrária.

A ação contou com a com a participação do bispo, das irmãs franciscanas, do Centro de Direitos Humanos e Cidadania irmã Jandira Bettoni, da Cáritas, da Frente Brasil Popular e da Associação de Moradores da Comunidade Nossa Senhora de Lourdes.

O bispo Guilherme Werlang, defendeu a reforma agrária e afirmou que “Ninguém é dono da terra”, e reforçou que ela deve “servir para a produção de alimentos saudáveis”.

Foram doados 18 tipos de alimentos, produzidos em assentamentos da reforma agrária localizados nos municípios de Correia Pinto, Curitibanos, Fraiburgo, Lebon Régis e Ponte Alta. Parte deles organizados e processados pela CooperContestado (Cooperativa dos Assentados da Região do Contestado) e pela Cooperoeste (Cooperativa de Produção, Industrialização e Comercialização União do Oeste.

#TodosPelaReformaAgrária #AlimentoSaudávelÉumDireito #AgroecologiaÉoCaminho #QuarentaSemTerra #MSTSC

Confira:

Publicado por MST – Movimento dos Trabalhadores Sem Terra em Quinta-feira, 11 de junho de 2020