As mulheres camponesas, organizadas no Movimento das Mulheres Camponesas (MMC), no estado de Alagoas, por meio da campanha Periferia Viva, junto a outros movimentos e organizações populares fazem um lindo trabalho de solidariedade na região: estão doando kits com ervas medicinais, alimentos agroecológicos produzidos nos quintais de suas famílias, além de outros itens não perecíveis da cesta básica, para comunidades urbanas em situação de vulnerabilidade.

O MMC/AL atua também na produção de mudas de ervas medicinais para as Farmácias Vivas, que estão sendo construídas em comunidades à beira da lagoa Mundaú (que historicamente sobrevivem da pesca), na capital alagoana, em parceria com a Casa da Soberania Popular.

“Fortalecer a luta em defesa da vida! Contra o genocídio de mulheres e homens pobres, pretos e periféricos! Se Bolsonaro quer a periferia morta, nós queremos a Periferia Viva!”, diz a publicação da MMC na página da Periferia Viva. 

A rede Periferia Viva tem trabalhado fortemente em ações solidárias nesse momento de pandemia. O movimento integra a campanha nacional de ação ao povo brasileiro, a Vamos Precisar de Todo Mundo, que reúne parceiros entre movimentos sociais e estudantis, coletivos, sindicatos e outras entidades representativas dos trabalhadores do campo e da cidade, para coletar doações e distribuir  entre os que estão sem acesso a qualquer tipo de renda. São mais de 46 milhões de brasileiros completamente excluídos, à margem dos programas do governo e de qualquer fonte de alimentação. Acesse todomundo.org para saber como doar, cadastrar uma iniciativa solidária ou pedir ajuda ser precisar.

Vamos precisar de todo mundo!

Assista ao tocante vídeo do MMC

https://www.facebook.com/PeriferiaVivaContraCorona/videos/281248993269322/