Com o objetivo de levar orientações de prevenção e combater o avanço da pandemia de covid-19 nas comunidades, movimentos populares como as campanhas Mãos Solidárias e Periferia Viva , em parceria com universidades de Pernambuco, estão formando agentes populares de saúde. Eles formaram grupos de 15, e cada grupo vai se formando para ir de casa em casa nos bairros pobres. O primeiro curso aconteceu em Olinda e formou novos 15 agentes de saúde.

O próximo curso será em Recife.

A solidariedade se estende pelo cuidado e os agentes de Saúde colaboram para que as pessoas que vivem nas periferias aprendam a cuidar da própria saúde e da saúde de sua comunidade.

Confira na reportagem do Brasil de Fato: