Desde o início da pandemia, empresários como Luciano Hang, das Lojas Havan, Roberto Justus e Marcelo de Carvalho da Rede TV, manifestaram suas opiniões sobre os possíveis impactos do coronavírus no país. Para eles as mortes seriam menores que na Itália e o comércio não deveria parar. Na sequência dos relatos, alinhados com a posição do presidente #Bolsonaro, carreatas de empresários pedindo o fim do isolamento horizontal se espalharam pelo país. Qual a influência que essas manifestações tiveram no crescimento exponencial de mortes no país?

Assista
>>>>