A Secretaria Nacional de Formação do PT, em parceria com a Escola Nacional de Formação do PT (ENFPT) e a Fundação Perseu Abramo (FPA) realizam nesta segunda (18), às 19h, a aula “Caminhos e Resistência: a visão ética do ser humano na construção do socialismo”, com Boaventura de Sousa Santos e Maria Valéria Rezende.

Mediada por Gilberto Carvalho, diretor da ENFPT, a aula é parte do curso Ética e Solidariedade, primeiro da série Somos Saberes, e será transmitida pelo canal da FPA no YouTube e por sua página no Facebook, além das redes sociais dos portais parceiros: Diário do Centro do Mundo, Brasil 247 e Revista Fórum.

Quem quiser acompanhar todo o curso e receber certificado ao final deve se inscrever no site da ENFPT: http://www.enfpt.org.br/inscricao-somos-saberes/

Sobre os professores

Boaventura de Sousa Santos é professor catedrático jubilado da Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra e Distinguished Legal Scholar da Faculdade de Direito da Universidade de Wisconsin-Madison e Global Legal Scholar da Universidade de Warwick. É igualmente Director Emérito do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra e Coordenador Científico do Observatório Permanente da Justiça. Tem trabalhos publicados sobre globalização, sociologia do direito, epistemologia, democracia e direitos humanos. Os seus trabalhos encontram-se traduzidos em espanhol, inglês, italiano, francês, alemão, chinês e romeno.

De 2011 a 2016, dirigiu o projecto de investigação ALICE – Espelhos estranhos, lições imprevistas: definindo para a Europa um novo modo de partilhar as experiências o mundo, um projeto financiado pelo Conselho Europeu de Investigação (ERC), um dos mais prestigiados e competitivos financiamentos internacionais para a investigação científica de excelência em espaço europeu.

Maria Valéria Rezende é formada em Língua e Literatura Francesa, Pedagogia e mestre em Sociologia. Dedicou-se, desde os anos 1960, à Educação Popular, em diferentes regiões do Brasil e no exterior, tendo trabalhado em todos os continentes. É escritora desde 2001 e desde 2004 participa do Clube do Conto da Paraíba. Escreve ficção, poesia e é também tradutora. Além disso é ainda ativista e participa do Movimento Mulherio das Letras, pelo qual deu a cara em sua primeira edição, em 2017, em João Pessoa (PB).

Ganhou um Jabuti em 2009, Categoria Infantil, com a obra “No risco do caracol” (Ed. Autêntica, 2008) e, em 2013, na Categoria Juvenil, outro Jabuti com o romance “Ouro dentro da cabeça” (Ed. Autêntica, 2012). Os Jabutis para Melhor Romance e Livro do Ano de Ficção chegaram em 2015, pelo seu romance “Quarenta Dias” (Ed. Alfaguara, 2014). O seu último romance “Outros Cantos” (Ed. Alfaguara, 2016) valeram-lhe o Prêmio Casa de las Américas (Cuba, 2017), o Prêmio São Paulo de Literatura e o terceiro lugar no Prêmio Jabuti 2017.